Adsense

Governo federal zera imposto de importação de pneus de caminhão

Por Agnaldo Santos e Herick Rios em 20/01/2021 às 22:42:19
Redu√ß√£o havia sido prometida por Bolsonaro em transmiss√£o em rede social, na última semana. Alíquota vigente era de 16%; decis√£o atende a pleito de caminhoneiros. O Comitê Executivo de Gest√£o da C√Ęmara de Comércio Exterior (Camex), do Ministério da Economia, decidiu nesta quarta-feira (20) reduzir a zero o imposto de importa√ß√£o incidente sobre pneus de caminh√£o. A alíquota vigente é de 16%.

Na última quinta (14), o presidente Jair Bolsonaro havia prometido reduzir a tributa√ß√£o sobre pneus de veículos de carga, com forma de aceno aos caminhoneiros do país. A promessa foi feita durante transmiss√£o em rede social.

A alíquota zero deve entrar em vigor nesta quinta-feira (21), com a publica√ß√£o da resolu√ß√£o da Camex no "Di√°rio Oficial da Uni√£o".

Segundo nota publicada pelo Ministério da Economia, a medida atende a uma solicita√ß√£o do Ministério da Infraestrutura devido à participa√ß√£o dos caminhoneiros na matriz de transportes do país e às dificuldades econômicas decorrentes da pandemia da Covid-19.

De acordo com a Economia, a redu√ß√£o a zero foi definida para reduzir custos operacionais do transporte rodovi√°rio de cargas no Brasil, tendo em vista que no mercado nacional os pre√ßos têm aumentado.

“A demanda adicional à oferta, o aumento dos pre√ßos das commodities no mercado internacional e a varia√ß√£o cambial no país têm pressionado fortemente os pre√ßos dos pneus no mercado nacional”, justificou a pasta.

Em 2020, a importa√ß√£o de pneus de caminh√£o atingiu o valor de US$ 141,8 milh√Ķes (cerca de R$ 750,4 milh√Ķes), com mais de 1,28 milh√£o de unidades. Os dados s√£o da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Na última sexta-feira, a Camex fez reuni√£o extraordin√°ria para zerar o imposto de importa√ß√£o de cilindros para armazenamento de oxigênio hospitalar devido ao colapso do sistema de saúde de Manaus.

Governo federal zera alíquota de importa√ß√£o para baratear a compra de agulhas e seringas

Fonte: G1

Comunicar erro

Coment√°rios

Adsense